Olavo Bilac, o redator. Mais um século de propaganda (11)

Nesta fase do fim do século 19, um dos mais requisitados redatores de propaganda foi o poeta Olavo Bilac. Dele, por exemplo, é esta quadra, para proclamar as qualidades de uma vela

Vencida e em trevas sepulta

Morde-se a indústria estrangeira

Pátria Independente, exulta

Tens a Vela Brasileira!

Ou ainda esta outra, pela qual cobrou 100 mil réis:

Aviso a quem é fumante

Tanto o Príncipe de Galles

Como o Dr. Campos Salles

Usam Fósforos Brilhantes

Uma outra que fez bastante sucesso na época foi a seguinte

Quem sem segredo não se enterre

Quem não tiver hoje em dia

A sua fotografia

Feita na Casa Leterre

A respeito desse reclame, Pedro Nunes diz que o poeta cobrou 30 mil réis pelo trabalho e mais duzentos para que saísse com sua assinatura. Bilac também redigiu um longo poema para anunciar a famosa casa Colombo, especializada em moda….

Continua

Fonte: A propaganda no Brasil. Evolução histórica de Roberto Simões. Revisado, organizado e comentado por Roberto Corrêa.

Editora referência. 2006

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Assine Nossa Newsletter

Receba em primeira mão, no seu e-mail e celular, Informações de valor para o marcado.