Era uma vez uma agência

Ele acabara de montar a sua, foi procurado por um representante do Sindicato das Agências de propaganda, que fez uma proposta de filiação. Oferecia: assistência jurídica, assessoria administrativa e técnica em todas as operações para tocar o negocio e, também – principalmente – um permanente trabalho de representação junto a FENAPRO, ABAP, CENP, órgãos públicos e outras entidades que atuam no negócio da propaganda. O Sindicato ia também mais longe: auxiliaria a receber valores pecuniários pendentes junto a fornecedores, clientes etc.

Em três minutos nosso empresário liquidou com as pretensões do representante do Sindicato com a justificativa de que não tinha tempo a perder, mesmo porque em sua empresa não aconteciam e aconteceriam problemas semelhantes aos citados, e como tal, não precisava do apoio, nem de sindicatos e de nenhuma outra entidade, que aliás, em sua opinião, todas, sem exceção, só serviam para tomar dinheiro de empresários incautos, entre os quais, ele não se incluía.

Mas, o tempo implacável como ele só, foi passando e sua empresa não saia daquele estágio inicial, de quando o homem do Sindicato foi procurá-lo.

Nosso personagem pensou que montar uma agência de propaganda era a tarefa mais fácil do mundo e que, por isso mesmo, poderia trabalhar com mão-de-obra baratinha, de qualidade contestável e abrir mão do apoio do Sindicato empresarial e de quaisquer outras entidades do setor.

Os clientes que aceitaram trabalhar com sua agência eram empresas com o mesmo perfil de visão limitado. Os erros foram se acumulando, muitos foram as compensações de mídia e reposição e material impresso para os clientes, prejuízos enormes, com os quais a agência teve que arcar, até que foi obrigada a encerrar prematuramente as suas atividades.

A história é baseada em fatos reais e revela a importância do setor se organizar e se fortalecer por meio de suas entidades de classe.

Humberto Mendes

VP Executivo FENAPRO

Federação Nacional das Agências de Propaganda

Publicado no Jornal Correio Braziliense em: 02/09/2007

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Assine Nossa Newsletter

Receba em primeira mão, no seu e-mail e celular, Informações de valor para o marcado.